Filosofia

A ABADÁ CAPOEIRA tem como filosofia, o desenvolvimento do seu trabalho em vários níveis: seja buscando a elevação do nível técnico no ensino e aprendizagem da capoeira, seja utilizando a capoeira como valioso recurso pedagógico, artístico e cultural, objectivando, entre outras coisas, a profissionalização do capoeirista e procurando resgatar o valor do mestre de capoeira como produtor transmissor de cultura e vivências.
Acreditando estar a contribuir para a formação de valores humanos e éticos baseados no respeito, na socialização e na liberdade, incorporado a :

• Trabalho em universidades, escolas, clubes, academias, associações e em comunidades carentes.
• Elevar o nome da capoeira.
• Preservação da natureza através da capoeira.
• Valorização a cultura brasileira
• Integração social.

Tudo isso, em busca do fortalecimento e do engrandecimento do capoeirista no seu carácter, dignidade e valorização pessoal.
Nós da ABADÁ, entendemos que a capoeira é, e sempre foi, uma arte ancestral e futura. A expressão viva da liberdade de um povo deve, acreditamos, ser praticada com reverência e alegria.
A tradição e as transformações tem a mesma importância e merecem de nossa parte, o mesmo respeito e atenção. Transformando e preservando valores, nosso trabalho aponta para a necessidade de deixar a capoeira livre para ser o que ela é. Para a capoeira e o camaleão, mudar é apenas preservar sua essência.

Capoeira é uma arte que engloba várias artes em uma só arte: é um trabalho, uma luta, uma arte, uma dança,. É poesia. Tudo isto tem seu momento, ou seja, ela é o que o momento determinar. É luta nacional brasileira, filosofia de vida. Como consequência, o capoeira compreende a vida de uma maneira diferente: com mais jogo de cintura. Dessa forma consegue suportar melhor suas dificuldades e vivenciar com mais objectividade seus sentimentos.

(Mestre Camisa)

Go to Top